A hora de fazer ou reformar um móvel

Ideias na cabeça, aquela vontade de criar e experimentar, mas, por onde começar? A tendência do “faça você mesmo” (que vem do inglês do it yourself – DIY) vem crescendo em todo o mundo e para fazer parte desse movimento é necessário estar informado sobre tudo o que você vai precisar.

Está interessado em fazer ou restaurar móveis e utensílios em madeira? Acompanhe aqui as orientações para que seus projetos de marcenaria saiam do papel.

O primeiro passo

Definir a peça que você deseja criar ou reformar é o primeiro passo. Com isso em mente, comece a elaborar o seu projeto.

A indicação de especialistas é que para executar um bom projeto deve-se conhecer e estudar os materiais que podem ser aplicados nele, buscar referências, identificar as etapas do processo e listar os equipamentos e produtos necessários para colocá-lo em prática.

Se você é iniciante, pode começar usando máquinas e ferramentas leves e materiais pré-prontos para produção.

O que você precisa

Com um kit básico de ferramentas manuais, você pode fazer a marcação da peça a ser feita, medir, desbastar a madeira, eliminar irregularidades, serrar, parafusar etc.

Veja quais são e para que servem os materiais de uso mais frequente em um projeto de marcenaria:


Alicate
 para remover pregos, cortar fios e retirar pinos, entre outras coisas.


Arco de serra para serrar metais.


Brocas para fazer furos cilíndricos em vários materiais.


Chave de fendas para tirar e colocar parafusos.


Chave Phillips para usar com o parafuso Phillips, comuns em dobradiças.


Esquadro para traçar retas perpendiculares em ângulos de 90º e para verificar se a face e o canto das peças estão em ângulo reto.


Formão: para cortes em encaixes vazados e não vazados, cortes transversais e rebaixos.


Grampos para apertar e prender peças durante a fase de colagem, montagem e marcação da madeira.


Limas para desbastar, dar acabamento em superfícies e afiar ferramentas.


Lixadeira portátil para lixar as superfícies.


Martelo para o uso de pregos. Especialistas indicam, para a marcenaria, os tipos unha ou orelha.


Metro articulado para tirar medidas lineares (no sistema métrico decimal e no sistema de polegadas).


Plainas para eliminar irregularidades da madeira, ondulações e marcas de serra.


Serrote para serrar madeira e estruturas semelhantes. Saiba mais sobre serras e como utilizá-las.


Trena para medir especialmente contornos e circunferências.


EPIs equipamentos de proteção individual para garantir a sua segurança durante a realização das atividades.

Vantagens

Com esse kit básico de ferramentas, já é possível colocar suas ideias no papel. Além da realização pessoal em ver suas criações ganharem forma – seja construindo, seja reformando – virar adepto do “faça você mesmo” tem ainda uma série de vantagens.

A economia é uma delas: avaliações indicam que, em média, é possível reduzir custos de até 80% em relação ao projeto de um profissional.
Outro benefício apontado por especialistas é que a terapia artesanal é uma maneira de aliviar o estresse e ganhar qualidade de vida, justamente pela experiência de criar com as próprias mãos. E é muito bom fazer aquilo que nos dá prazer, não é?
Você encontra as ferramentas para suas criações e adaptações em marcenaria aqui.

Postagens recentes

Deixe um comentário