O ofício do Luthier

A música alegra a alma. Mas, você já parou para pensar que as belas melodias que escutamos são executadas em instrumentos musicais e que, para que isso aconteça, a figura do luthier entra em cena?

É esse o profissional responsável pela criação de instrumentos como o violão, a viola, o violino e, mais recentemente, a guitarra, o baixo elétrico e até sopros em madeira e cravos.

A palavra para designar esse ofício é de origem francesa – luth significa alaúde em português (instrumento de corda que surgiu na Idade Média). Mas, o trabalho de um luthier vai além da arte de entalhar a madeira para construir o instrumento.

Esse profissional precisa ter conhecimento de música e das necessidades específicas de cada peça a ser fabricada. Isso porque cada instrumento deve estar perfeitamente moldado para emitir os sons desejados pelo músico.

Atualmente, há cursos de graduação e de capacitação voltados à formação e atualização em luteria. No curso, o aluno obterá informações a respeito da construção e manutenção de instrumentos musicais, regulagens, noções de marcenaria, tipos de madeira e verá questões das áreas de química, física, música, arte, desenho, entre outras.

Entre os requisitos para desenvolver a atividade, está a habilidade no trabalho com madeira e ferramentas manuais. O luthier pode atuar em fábricas e lojas de instrumentos musicais ou, ainda, ter sua própria oficina para fabricar e reformar instrumentos.

A oficina do luthier

Para quem está interessado em atuar na área, a montagem de uma oficina deve começar pela aquisição de itens essenciais – e de qualidade! Só assim o profissional garantirá um acabamento ideal aos produtos.

Primeiramente, providencie uma bancada de trabalho, que deve ser plana e firme, afinal, a construção de um instrumento passa por várias etapas. Na sequência, providencie o material necessário para suas criações.

Leia também: A hora de fazer ou reformar um móvel

Entre as ferramentas indicadas por especialistas para o início da atividade estão:

 

serra tico-tico e serrotes;

– grampos de fixação;

– tupia manual;

– ferramenta multifunção (para furar, fixar tarraxas etc.).

Ainda é importante ter formões de vários tamanhos; ferro de solda; alicates; limas e grosas (para fazer o perfil do braço e dar forma ao corpo); raspadores (scrapers – para fazer o ajuste fino no perfil do braço); esquadros e réguas; estilete; lixas; cola de madeira e cola instantânea; aspirador de pó (para a limpeza do local).

Lembre-se que a utilização dos equipamentos de proteção individual (EPI) é imprescindível. Para essa atividade, é recomendado o uso de óculos, protetor auricular e respirador facial.

Viu só? É possível juntar a arte da marcenaria à arte da música. E o resultado desse trabalho – que se mantém artesanal há séculos – pode ser incrível para os nossos ouvidos!

 

Acesse o site do Marceneiro Expresso para encontrar os produtos para sua Lutheria!

Postagens recentes
Comentário
Conexões

Deixe um comentário